Publicações Pão Diário

Sem itens

(0) itens
Mais Vendidos

• 366 meditações
• Biografia do autor, que esclarece o contexto histórico das mensagens
• ...

R$29,90

Contém meditações que foram escritas no século 19 por Charles H. Spurgeon, conhecido como o ...

R$36,90

Tudo para Ele é um clássico da literatura devocional. Um dos best-sellers mais marcantes do nosso tempo. Esse ...

R$29,90

Como membros do movimento de Resistência, Corrie ten Boom, seu pai e sua irmã foram enviados aos campos de ...

R$29,90

Série Descobrindo a Palavra

Grid  List 

    R$10,00

    Num dia ruim, talvez concordemos com aquela pessoa sarcástica que observou que “nenhuma boa obra fica sem ser punida”. Em momentos de reflexão, talvez nos deparemos amargurados com adesigualdade e injustiça que aparecem em cada página da experiência humana. Onde está a justiça? Como podemos ter confiança em Deus quando a vida parece favorecer aqueles que não têm nenhuma estima e consideração para com ele?

    Nas páginas a seguir Bill Crowder, Diretor do Ministério de Igrejas de RBC, nos mostrará as lutas e o final feliz, de um homem que ao enfrentar a injustiça, quase afastou-se da fé.

    R$10,00

    O treinador de futebol estava irritado: “Perder cinco jogos seguidos é muito ruim. O que realmente me deixa frustrado é que continuamos a fazer os mesmos erros repetidamente. Não estamos aprendendo nada!” Desperdiçar a dor dos fracassos também ocorre fora do campo.
    Somos lentos em aprender que o que nos causa maior dor não é a perda ou a dificuldade, mas a falha em não aprender nada no processo. Se cremos que Deus faz com que todas as coisas contribuam para o nosso bem, então um dos grandes desafios que temos é deixar que as experiências difíceis e dolorosas, sejam nossos mestres na sala de aula da vida. José, aprendeu a triunfar em meio às circunstâncias extremamente difíceis. A minha oração é de que ao examinar a sua vida, aprendamos algumas lições importantes dele.

    R$10,00

    Eram 5:05 horas da manhã. Angela acordou com o choro de seu bebê. Era a quinta vez naquela noite. Ela não sabia que poderia se sentir tão cansada. As cólicas eram algo que Angela não havia planejado quando deu à luz a Cory, quatro meses atrás. Ela estava ansiando por uma noite tranqüila de sono. Mas isto parecia ser apenas um sonho ilusório. O seu esposo Bill estava trabalhando durante o terceiro turno. Ela estava sozinha.

    Quando Angela se arrastou para fora da cama e se dirigia na direção da qual vinha o choro, ela não se sentiu apenas cansada mas também irritada com o seu filho. “Por que isto está acontecendo comigo? Eu não pedi por isto. Tudo o que eu quero é uma boa noite de sono. Será que isto é pedir demais?” Não importava o quão carinhosa ela procurasse ser, todos os seus esforços para acalmar o seu filho eram inúteis. O choro de Cory se intensificava. A irritação de Angela aumentava. “Tu não tens o direito de destruir a minha vida, roubando constantemente o meusono, noite após noite! Cale a boca!” ela gritou, ao mesmo tempo que sacudia o seu filho. A sua ação a assustou, e a Cory também. Naquele momento, ela compreendeu quão fácil seria maltratar…

    R$10,00

    É uma pergunta antiga. Há quatro mil anos atrás, uma vítima de infortúnio pessoal, familiar e financeiro, orou para os céus silenciosos e rogou: “Faz-me saber por que contendes comigo. Parece-te bem que me oprimas, que rejeites a obra das tuas mãos ?” (Jó 10:2,3,8). Estas perguntas ainda são feitas hoje: “Será que Deus me odeia? É por isso que permite que eu sofra desta maneira? Por que eu e não outros?”
    Existem respostas para estas perguntas. Não podemos esgotá-las, mas são suficientes para ver o sofrimento sob a perspectiva certa. São suficientes para mostrar-nos como o sofrimento contribui para o bem. Nas páginas a seguir, Kurt De Haan- um de nossos escritores- vai nos mostrar que mesmo que o céu não nos dê uma resposta para todas as perguntas, nos dá todas as respostas que necessitamos para confiar e amar Aquele que, em nosso sofrimento, está nos chamando para que nos aproximemos Dele.

    R$10,00

    Se os eruditos discordam entre si quanto à interpretação da Bíblia, como podemos esperar compreender as Escrituras? O que a maioria dos leigos pode entender é mais importante do que aquilo sobre o qual os eruditos discordam. Mais importante ainda, o Autor da Bíblia não deixou o leitor a sós. Paulo mencionou o compromisso de Deus em ajudar-nos, quando escreveu: “Pondera o que acabo de dizer, porque o Senhor te dará compreensão em todas as coisas” (2 Timóteo 2:7). O autor apresenta, com esta confiança, uma regra simples com o enfoque necessário para toda uma vida de estudo e novas descobertas.

     

Grid  List